MARKETING AND DESING AGENCY
Segue-nos no Instagram!
Segue-nos:

Search

Design Thinking

Quando se aborda o tema Design Thinking, os Post-It serão um forte companheiro nas diversas fases.

A principal dica é usar e abusar de Post-it de modo a colocar o processo de design em ação e dinamizar o Workflow.

Escreve todos os apontamentos necessários nos Post-it e organiza-os da melhor forma para a questão colocada. O Design Thinking com Post-it torna todo o processo mais atrativo!

Vantagens de Design Thinking:

  • Muito prático;
  • Fácil acessibilidade aos Post-it
  • E… (Todas as pessoas sentem entusiasmo ao colarem um Post-it)

Brainstorming – A melhor desculpa para gastar Post-it

Uma das fases do processo de Design Thinking mais criativa é definitivamente o Brainstorming. Toda esta energia e dedicação presente no momento, onde todas as ideias são válidas e passíveis de serem concretizadas, traz consigo uma vontade enorme de anotar rapidamente tudo o que os membros do grupo tiverem para contribuir. Neste curto tempo, necessita-se de algo rápido e dinâmico que possa ser suporte de anotação: POST-IT! No processo de Design Thinking, todas as ideias colocadas podem ser apontadas e através dos Post-it formarão um conjunto que dará à equipa ou grupo um mapa fácil de alterar e visualmente apelativo.

Como o fazer?

  • Reúne a equipa num grupo;
  • Distribui Post-it a todos os membros juntamente com uma caneta (ou outro meio);
  • E… Let’s go! Que comece o Brainstorming.

MoodBoard – pode e deve ser utilizado como sucessor do Brainstorming. Ao mesmo mapa de ideias, juntam-se imagens, entre outros elementos de guia ou de inspiração, para formar o denominado Moodboard. Mais uma vez, os Post-it podem acompanhar para apontamentos, títulos, subtítulos, contactos, tudo o que for pertinente para responder ao pedido.

O processo é mais simples:

  • A equipa já está reunida
  • A equipa já tem os Post-it e as canetas distribuídas;
  • E mais uma vez… Let’s go!que comece o Moodboard.

Muito Obrigado pela leitura, esperamos que a dica facilite no processo de Design Thinking!

No caso da C3 o melhor exemplo de um trabalho que sofreu mais alterações a nível de Design Thinking foi a marca/projeto pessoal de André F. Rodrigues.